Como as Pessoas Com Depressão se Veem?

Muitos caminhos levam à depressão. Hoje, estudaremos um dos mais exclusivos.

Estamos todos travando nossas próprias batalhas. Trabalho, família, relacionamentos ... Todo dia é um novo desafio de muitas maneiras diferentes. No entanto, muitas vezes a batalha que leva à depressão paralisante é aquela que você luta consigo mesmo.

Especialistas afirmam que pessoas com depressão tendem a amplificar os efeitos de seus sintomas. Um relatório publicado pelo Dr. Kopala-Sibley sugere que, se você estiver deprimido, é melhor você se concentrar menos em seus sintomas e mais em como você se sente. Este último pode ser a causa raiz da sua depressão. Especialistas afirmam que é melhor tratar a causa raiz dessa condição, e não apenas os sintomas.

As conclusões deste estudo apoiam a teoria da auto discrepância de Higgins. Segundo essa teoria, o eu tem três domínios: o real, o ideal e o "deveria". A pesquisa de Kopala-Sibley indica que, quando há uma discrepância entre o eu real e o eu ideal, a depressão se manifesta.

Como as Pessoas Com Depressão se Veem?

O Que Causa Auto Discrepância?

Você constrói seu autoconceito com base em muitas variáveis. Embora as pessoas tendam a acreditar que o "eu" é uma entidade única, isso não é verdade. Existe o eu que define você, a pessoa que você realmente é: o eu real.

No entanto, também existem seres paralelos, como o eu que você gostaria de ser ou o eu ideal. Há também o eu responsável, ou, como Higgins descreveu, o "deveria". É isso que você acha que deve basear-se nos costumes e papéis sociais que adota.

Por exemplo, talvez você seja uma pessoa competente, inteligente e trabalhadora. No entanto, se seu trabalho não permitir que você expresse essas características, um conflito surgirá. Nesse caso, a incompatibilidade entre o eu real e o eu ideal fornece um terreno fértil para o desenvolvimento da depressão.

Outra coisa que depende da distância percebida entre o eu real e o ideal é a autoestima. Está intimamente ligada ao seu bem-estar psicológico. Se você tem baixa autoestima, fica mais vulnerável à depressão. Pesquisas mostram que pessoas com baixa autoestima têm níveis mais baixos de substância cinzenta em áreas do cérebro que ajudam a intuir o que as outras pessoas pensam de você.

Pessoas Com Depressão e Diálogo Interno

Seus egos reais e ideais se relacionam entre si com base em uma história que você conta sobre si mesmo e como os outros o veem. A autoestima é maior quando não há muita diferença entre os dois. Se você está sentindo sintomas de depressão, provavelmente está lidando com uma discrepância significativa entre o seu eu real e o ideal.

O diálogo interno que as pessoas com depressão costumam fazer com que acreditem que seus egos reais estão muito distantes dos egos ideais. Se você deseja eliminar essa distância, tente alterar sua narrativa interna. Focar o que você pode mudar para se aproximar do seu eu ideal é um bom começo.

Atenção Plena

Se mudar a maneira como narra sua própria história não ajuda, praticar a atenção plena é outra ótima estratégia. A atenção plena pode ajudar a fechar a lacuna entre o eu real e o ideal.

O benefício imediato desse tipo de meditação é que você aprende a observar seus próprios pensamentos sem julgá-los. Abandonar o julgamento pode ajudar a melhorar significativamente os sintomas da depressão. A auto aceitação gradual é outra maneira de aproximar o eu real e ideal.

Alinhando Quem Você Realmente é Com Seus Ideais

O objetivo aqui não é perfeição. Em vez disso, você deve reconhecer que tem espaço para melhorias. Ser gentil e amável consigo mesmo cria um ambiente muito mais propício para definir metas e livrar-se das pessoas que você não precisa.

Os estados emocionais negativos muitas vezes agravam a distância entre o seu eu real e o ideal, o que pode levar você ainda mais à depressão. A prática dessas estratégias pode ajudá-lo a gerenciar suas próprias expectativas e, consequentemente, a frustração que elas podem causar.

A depressão, nesse sentido, é um alerta para prestar atenção às suas discrepâncias internas. É um sinal de que você precisa identificá-las e trabalhar nelas. Sua saúde mental e bem-estar agradecerão.
Postagem Anterior Próxima Postagem