A Psicologia do Autoengano

Autoengano é o ato de mentir para si mesmo. Você provavelmente notou esse comportamento confuso em outros, isto é, casos em que as pessoas aparentemente acreditam que algo que devem saber ser falso.

De fato, o autoengano é algo mais poderoso do que a coerção, porque estamos mais inclinados a acreditar nas histórias que contamos a nós mesmos (verdadeiras e falsas) do que nas convicções dos outros. O que gostamos de acreditar - é frequentemente aceito como verdade. E antes que estejamos conscientes, acabamos criando uma boa narrativa em torno dessas crenças - e, no processo, nos enganamos.

A Psicologia do Autoengano

O Que Significa Autoengano?


Todos nós sabemos que algumas pessoas enganam os outros, mas o que significa enganar a si mesmo?

De acordo com a psicologia, o autoengano é um dos métodos populares de fuga que as pessoas usam para evitar que se sintam culpadas, enquanto ao mesmo tempo se permitem escapar de algo que não querem enfrentar.

É claro que as pessoas não se enganam sobre a intenção, mas são suas mentes subconscientes que inventam tais truques para proteger seu bem-estar psicológico.

Neste artigo vou contar tudo o que você quer saber sobre a psicologia do autoengano, dando-lhe exemplos da vida real.

Exemplos de Autoengano de Acordo Com a Psicologia Individual

Em um artigo anterior, eu disse que, se um aluno não tem autoestima quando se trata de provas e se tem medo de obter notas baixas, pode se ver incapaz de se concentrar sempre que tenta estudar sem saber por quê.

Em tal caso, a mente subconsciente do aluno veio com este brilhante plano de autoengano para impedi-lo de testar seu valor próprio na prova sem se sentir culpado!! A parte do autoengano pode ser facilmente percebida porque o aluno culpará sua falta de capacidade de concentração sempre que receber notas baixas e assim proteger sua autoestima.

De acordo com a psicologia individual, cada tentativa de autoengano tem um objetivo muito importante por trás dela, e a única maneira de evitar o autoengano é ajudar a pessoa a atingir esse objetivo de uma maneira diferente.

Por exemplo, se um homem não tinha certeza de suas habilidades e tinha medo de testá-las no trabalho, ele poderia se transformar em um alcoólatra sem saber por quê. Usando esse método de autoengano, essa pessoa pode culpar seu alcoolismo pelo seu fraco desempenho, sem perceber que tudo isso é um cenário criado por sua mente para permitir que ele escape. A única maneira de ajudar esse homem a parar de se enganar é permitir que ele se sinta digno.

Até mesmo a gagueira pode ser um sinal de autoengano. Uma teoria que foi proposta sobre a psicologia da gagueira alegou que é um método de autoengano que ajuda a pessoa a evitar o contato social para impedir que outros descubram que ela é menos digna do que os outros.

Como Evitar o Autoengano

Como você acabou de ver, não é fácil para alguém que costuma enganar a si mesmo por anos admitir subitamente que estava escapando ou se enganando.

Na verdade, é preciso muita coragem para descobrir os planos de autoengano que sua mente subconsciente está inventando, porque eles geralmente são criados para esconder algo que você não quer admitir.

Ainda me lembro daquele homem que não tinha nenhuma habilidade social e que se enganava ao se tornar um workaholic e, assim, culpava sua agenda apertada por suas pobres relações sociais.

Certamente, ler mais sobre psicologia pode ajudá-lo a superar suas tentativas de autoengano, porque um estudo descobriu que a maioria das pessoas tende a acreditar nas informações que leem. 

Se um amigo ou psicólogo lhe disser que você está enganando a si mesmo, talvez não acredite nele, mas se esse fato chegar até você através de um livro ou de um artigo como esse, talvez você possa acreditar nele com menos resistência.

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem